Circuito Sérgio de Bezerra


O percursso é entre o Farol da Barra e o Morro do Cristo, que garante uma programação diversificada para o folião pipoca, bandas de chão se apresentam no circuito, por volta das 16 horas.

O Carnaval de Salvador começa mais cedo com a Lavagem do Habeas Copos, tradicional bloco de sopro e percussão de Salvador, além da Fanfarra Alerta Geral que desfilam na quarta-feira, véspera do Carnaval. Entitulado Carnaval Acústico, os foliões seguem os blocos pela Rua Marques de Leão (Barra), passando pela Rua Miguel Burnier, Rua Airosa Galvão, ganhando, enfim, a Avenida Oceânica, sentido Farol da Barra. Criado em homenagem ao fundador do bloco Habeas Copos, o circuito é exclusivo para blocos de sopro e percussão, o que retoma o clima dos antigos carnavais.

O circuito começou em 1978, quando o empresário Sérgio Bezerra resolveu sair às ruas da Barra na sexta-feira que antecede o Carnaval com sua banda Habeas Copos, nome do bar que ele dirige no bairro. Tempos depois, surgiu outra entidade, o Gravata Doida, que já desfila há sete anos e que foi o precursor da quarta-feira. De lá para cá, outros grupos se reuniram e passaram a sair às ruas. A idéia de reunir os blocos em uma associação para organizar o desfile. "Nessa época saíamos, mas acabávamos nos encontrando no meio da rua porque não tinha um circuito nem horários definidos. Só há três anos começamos a desfilar de forma organizada, saindo do Farol. Mas agora já fazemos parte da programação oficial e contaremos este ano com todo o aparato da prefeitura para fazer uma grande festa", conta Jairo João. Sérgio Bezerra começou a trajetória como carnavalesco na Barra em 1978 com o Bloco do Jacú, que era de sopro e percussão e saia sem cordas. Com a "trieletrização" da festa, o Jacú deixou de desfilar. A partir daí em 1981, Sérgio Bezerra decidiu criar o Habeas Copos no Farol da Barra, que, com o tempo, se consolidou fazendo o pré-Carnaval e que foi oficializado pela atual gestão municipal em 2013. O nome Habeas Copos é o mesmo de um bar frequentado por boêmios e instrumentistas na Barra, também de propriedade de Sérgio Bezerra.

Sérgio Bezerra, que idealizou o desfile, também comemora a oficialização do circuito. "Vamos mostrar ao Brasil que Salvador tem um Carnaval plural. Os jovens todos estão aderindo a essa forma de curtir o Carnaval, além da velha guarda que participa e continua nos apoiando. É um grande salão de festa a céu aberto e toda a família pode participar.

No Carnaval de Salvador 2013 o percursso foi reconhecido como CIRCUITO OFICIAL.

- Habeas Copos
- Fanfarra Alerta Geral


HOME | CARNAVAL | TEMAS | SONOFOLIA | CIRCUITOS | NEXT